especial-ad-gondifelos

Desporto

Especial: AD Gondifelos

4 min. 30.10.2018

Manuel Marçal Presidente AD Gondifelos

Manuel Marçal, presidente da AD Gondifelos

“Subir de divisão está no nosso pensamento”

A presidência da Associação Desportiva de Gondifelos mudou de mãos. Depois de Pedro Maciel ter sido o líder diretivo durante várias épocas, função que conciliou com a de jogador, o emblema é agora presidido por Manuel Marçal. Um rosto novo que quer dar continuidade ao trabalho desenvolvido pelo anterior elenco diretivo.

“Não houve grande reformulação em termos de direção. A equipa é composta por diretores organizados e trabalhadores, que terá o propósito de tentar melhorar as condições do clube”, referiu, congratulando-se pelo facto de a coletividade estar agora mais dotada do ponto de vista infraestrutural, face às melhorias nos balneários e no sistema de rega.

Às beneficiações em termos estruturais, a direção alimenta o desejo de poder dar um passo em frente no capítulo desportivo. “Subir de divisão está no nosso pensamento. A equipa está melhor estruturada e dotada de mais recursos em relação ao da época anterior”, rejubila, num sentimento de confiança que se estende à equipa técnica: “o Julinho é um campeão e uma pessoa organizada, a quem tentaremos oferecer as melhores condições”.

A ambição de ascender mais um degrau não deverá, todavia, retirar o necessário discernimento à direção. “Iremos apenas pensar em subir à Divisão de Honra. Queremos crescer passo a passo, pois a queda acaba por ser maior quando subimos em demasia”, alerta o novo presidente, que não esconde a vontade de “envolver mais as pessoas da freguesia em redor do clube”.

Julinho treinador AD Gondifelos

Julinho, treinador da AD Gondifelos

“O plantel vai dar muitas alegrias à massa associativa”

A militar na 1ª Divisão da Associação de Futebol de Braga desde 2014/2015, a Associação Desportiva de Gondifelos tem a pretensão de escrever, esta temporada, um capítulo diferente na sua história. A direção, agora liderada por Manuel Marçal, depositou em Julinho a confiança de retirar o clube do último escalão do futebol distrital.

“Definimos a subida de divisão como objetivo. Sabemos que será difícil, até porque todas as equipas vão lutar por esse propósito, mas não nos podemos acomodar”, regista o técnico, a quem foi difícil ultrapassar algumas adversidades que aparecem no momento de construir o plantel: “tentámos outros jogadores, mas foi-nos impossível aceitar as exigências, pois não podemos fugir ao orçamento estipulado”.

Ainda assim, a nova temporada trouxe uma boa-nova para o clube. O experiente Rui Filipe aceitou regressar e o antigo jogador do FC Famalicão e GD Ribeirão, entre outros, é visto como “uma inegável mais-valia” para um plantel que, vinca Julinho, deve ser “forte, equilibrado e unido”.

A ambição é, de resto, indisfarçável no seio do grupo, tendo em conta o desejo de abrilhantar uma temporada marcada pela troca na presidência. “Já deu para perceber que a direção é empenhada e está entusiasmada. Nessa perspetiva, julgo que merece ser ajudada para vencermos uma luta com equipas que apresentam outras armas”, considerou, confiante de que o grupo vai “dar muitas alegrias à massa associativa”.

1 / 0
Opinião Pública - 250
À conversa com... Quim
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.