especial-adc-s-mateus

Desporto

Especial ADC S. Mateus

3 min. 03.11.2018

André Vale

André Vale, presidente da ADC S. Mateus

“Temos o objetivo de nos apurar para a fase de promoção”

Cumpridas cinco jornadas da II Divisão Nacional, a Associação Desportiva e Cultural de S. Mateus soma cinco pontos. Um registo que não está de acordo com as expectativas iniciais, mas que, todavia, não faz esmorecer a convicção dos responsáveis diretivos.

“Sabemos que não começámos com o pé direito, mas o campeonato ainda é longo”, ressalvou André Vale, assumindo, sem rodeios, a “necessidade da equipa em somar pontos para sair da crise de resultados”.

Ciente do alto nível de competitividade da Série B, o dirigente prevê “resultados incertos e perdas de muitos pontos por parte de todas as equipas”. Um contexto que, defende, poderá ser aproveitado pelo emblema de Oliveira São Mateus para cumprir o desiderato definido no início da temporada.

“A nossa ambição leva-nos a querer fazer melhor do que nas épocas anteriores e isso passa por nos apurar para a fase de promoção”, vinca, com a clara convicção de que “o plantel tem capacidade para garantir esse objetivo”.

A ADC S. Mateus goza, atualmente, de um estatuto respeitável na modalidade e tal facto repercute-se nas abordagens aos jogos por parte dos adversários.

“Já somos respeitados de outra forma e vistos mesmo como uma equipa temível”, congratula-se, confiante de que esse epíteto se deve às boas campanhas que o clube realizou nas últimas temporadas.

Carlos Leite 

Carlos Leite, treinador da ADC S. Mateus

“O objetivo de nos apurarmos para a fase de subida está intacto”

A militar na II Divisão Nacional desde a temporada 2015/2016, a Associação Desportiva e Cultural de São Mateus tem estado envolvido, desde então, na luta pela manutenção neste escalão. Com maior ou menor dificuldade, a permanência tem sido um desígnio cumprido com distinção. No entanto, a presente época foi perspetivada com o intuito de dar um passo em frente na consolidação do clube nas lides nacionais. Um pensamento que não se desmorona pese embora o início de temporada estar a revelar-se periclitante.

“Ainda temos muito futsal pela frente. Acredito que o objetivo de nos apurar para a fase de subida se mantém intacto”, clarifica Carlos Leite, responsável por orientar “uma equipa muito jovem e que ainda revela alguma falta de entrosamento”.

Inserida numa série “muito complicada”, a ADC S. Mateus tem, na visão do treinador, comprometido o desejo de embalar para a fase de subida por culpa própria.

“Temos apresentado qualidade de jogo, mas temos falhado em alguns pormenores que se revelam decisivos”, assume, colocando o dedo na ferida: “os adversários não têm precisado de muitas oportunidades para nos marcar”.

Um lamento para o qual Carlos Leite encontra explicação: “os erros fazem parte do crescimento dos jogadores e acabamos por pagar a falta de experiência de grande parte do plantel”.

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Opinião Pública - 250

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.