especial-fc-vermoim

Desporto

Especial FC Vermoim

3 min. 03.11.2018

Francisco Paiva

Francisco Paiva, treinador e presidente do FC Vermoim

“Sentimos que o grupo está muito coeso e forte”

A temporada 2018/2019 trouxe mais um desafio para o Futebol Clube de Vermoim. A saída de uma fatia considerável de jogadoras obrigou o clube famalicense a encontrar novas soluções, fazendo com que a fase de preparação não tenha sido a ideal.

“O início de época foi atribulado, pois tivemos dificuldades para refazer o plantel, que agora se caracteriza por ter uma mescla de juventude e experiência”, começa por referir Francisco Paiva, consciente de que a incorporação de muitas jovens (média de idades do plantel ronda os 22/23 anos) faz com que o grupo não parta em pé de igualdade com outras equipas em termos de experiência.

“Nesse aspeto, admito que o plantel esteja menos capacitado. No entanto, sentimos que o grupo está muito coeso e forte e isso é muito relevante para a equipa técnica”, considera, aludindo que os troféus conquistados pelo clube em épocas anteriores exigiram “muita capacidade de superação e união do plantel”, algo que pretende ver replicado esta temporada.

Confiante de que dezembro poderá trazer prendas, Francisco Paiva confidencia a meta para esta época. “Queremos somar os pontos necessários para ir à fase de apuramento de campeão e depois, com os reajustes em janeiro, pretendemos bater-nos de igual para igual com outras formações”.

Ana Azevedo

Ana Azevedo, capitã do FC Vermoim

“O FC Vermoim é sempre um clube a ter em conta”

A reestruturação verificada no plantel do Futebol Clube de Vermoim, em virtude da saída de muitas jogadoras, reforçou a importância de Ana Azevedo numa temporada de mudanças no clube. A capitã terá a responsabilidade de manter o grupo imune às alterações, estando ainda incumbida de acolher as muitas jovens que subiram ao plantel sénior.

“Estamos a integrar as miúdas da melhor forma. Acredito que é connosco que elas podem crescer e fico feliz por ver que ainda existem atletas que jogam por amor à camisola”, referindo-se à inevitabilidade de ver sair algumas jogadoras que se revelaram importantes em épocas anteriores.

“Em termos financeiros é impossível lutar com outras equipas. No entanto, teremos garra, motivação e determinação para demonstrar a fibra deste clube”, vinca, de forma incisiva, para confirmar que os adversários passarão por dificuldades.

“Todas as equipas sabem que o FC Vermoim é imprevisível e é sempre um clube a ter em conta. Perceberam que, porventura, estamos ainda mais fortes do que na época transata, embora não tenhamos qualquer tipo de pressão para sermos campeãs”, garantiu.

A atual temporada terá uma novidade, já que haverá uma pausa em virtude da participação da seleção no Europeu. “É um sonho pelo qual já luto há 10 anos. Terei um cuidado diferente, mas que nada irá influenciar o rendimento no clube”, assegurou.

1 / 0
Opinião Pública - 250
Pub - Ulahlah - 250-1
À conversa com... Quim

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.