vamos-reivindicar-a-construcao-de-uma-nova-unidade-de-saude-familiar

Notícias

“Vamos reivindicar a construção de uma nova Unidade de Saúde Familiar”

14 min. 03.07.2018

Numa ocasião em que Joane assinala o seu 32. º aniversário de elevação a vila (3 de julho), o presidente da Junta, António Oliveira, fala dos projetos que tem para a sua freguesia em entrevista ao OPINIÃO ESPECIAL. Entre eles estão o alargamento do Parque da Ribeira, a construção de uma nova Unidade de Saúde Familiar, além de múltiplas obras na rede viária. Consciente de que o trabalho de uma autarquia nunca acaba, a vontade de António Oliveira é fazer sempre mais, apesar de algumas obras que prometeu estarem a ser edificadas.

Sofia Abreu Silva

Em outubro do ano passado, foi reeleito pelo Partido Socialista. Como viu essa reeleição?

Os joanenses demonstraram claramente que sabem escolher, sabem distinguir entre eleições, candidatos e partidos e, sobretudo, sabem o que querem e quem querem para dirigir os destinos da sua freguesia e do seu concelho. Os resultados demonstram isso mesmo. Senti-me ao mesmo tempo felicíssimo pela grande demonstração de confiança no nosso projeto, mas ao mesmo tempo ciente da grande responsabilidade, na certeza que tudo faremos para continuar a merecer a confiança dos joanenses e conquistar a confiança daqueles que em outubro não confiaram no nosso projeto.
Os joanenses sabem que podem contar com toda a minha dedicação e da minha equipa a Joane, com a certeza de defendermos intransigentemente os seus interesses e o melhor para a vila, com muito diálogo e sem partidarites, sectarismos, alaridos, tiradas mediáticas ou distinções.

Quanto à questão partidária e ao facto de ter sido eleito pelo Partido Socialista, sempre defendi e continuarei a defender que as eleições autárquicas são as eleições mais diretas e próximas que temos. Nas autárquicas escolhemos aqueles que conhecemos, com quem lidamos todos os dias e a quem batemos à porta sempre que necessário. Por isso digo e repetirei até à exaustão, por muito que isto custe a ouvir a alguns, que em autárquicas se vota em pessoas, em equipas, se vota naquelas pessoas que conhecemos e que nos conhecem. Por isso, a nossa votação foi maior que a força ou representatividade de uma sigla partidária.

Daí que na Assembleia Municipal exerça agora o meu mandato como independente, sem depender ou receber diretrizes de qualquer força partidária, pois só assim sinto que faço da melhor maneira aquilo para que fui eleito, ou seja, defender da melhor maneira os interesses de Joane. Será assim, com uma postura independente, que defenderei os interesses de Joane e dos joanenses agora e no futuro.

Já disse anteriormente que Joane é um projeto inacabado. Para estes quatro anos, quais são as grandes prioridades?

Joane é e será sempre um projeto inacabado. Se assim não fosse, não valia a pena ser Presidente da Junta. Como prioridades para Joane, desde logo destacava o alargamento do Parque da Ribeira, com a instalação de novos equipamentos para dar ainda melhor qualidade de vida aos joanenses. Fundamental é reivindicar a construção de uma nova Unidade de Saúde Familiar de raiz, uma vez que a atual já não responde às exigências atuais, sobretudo em termos físicos, pois não permite servir como seria necessário tantos utentes como os que a procuram, isto apesar do fabuloso esforço do pessoal médico de enfermagem e administrativo que a servem. Além disso, é prioridade a repavimentação da Avenida da Restauração, que liga Mogege, Joane e Ronfe, o embelezamento da Rotunda da VIM, que serve de porta de entrada de Joane e do concelho.

Está ainda nos nossos planos a abertura de novas vias e a reformulação de outras, como a abertura da ligação entre a Avenida de Laborins e a Avenida Dr. Mário Soares, e ainda a requalificação urgente da Avenida Padre Silva Rego. Queremos, na verdade, continuar a proporcionar aos joanenses o melhor serviço de proximidade possível, auxiliando-os na resolução dos seus problemas.

IMG_20180626_094545

Há projetos que estavam no seu programa eleitoral e que estão a ser concretizados?

O parque adjacente à rua que liga o Largo 3 de Julho à rua da Ribeira está praticamente concluído. Falta apenas concluir o aparcamento adjacente à rua, colocar iluminação e ajardinar os espaços destinados para o efeito.

O Parque da Ribeira sofreu recentemente intervenções com a colocação de um novo piso em madeira no palco e a criação de um pequeno parque de merendas com capacidade para 108 pessoas sentadas. As obras de construção de Rotunda da VIM, na interseção com a Avenida de Laborins, bem como a requalificação das artérias adjacentes, solicitadas por esta autarquia e realizada pelo município, estão praticamente concluídas, faltando apenas repavimentar parte da rua do Rio Pele e proceder às marcações na via. Em breve, iniciaremos as obras de requalificação da Avenida Padre Silva Rego na sua primeira fase.

O lado social tem sido uma das preocupações desta Junta…

Sim, esse é, de facto, uma preocupação de há muitos anos. A primeira imagem dessa preocupação é o facto de não cobrarmos taxas por qualquer atestado e auxiliarmos as famílias no preenchimento de múltiplos documentos para instituições do Estado, sejam a Autoridade Tributária ou a Segurança Social. Por outro lado, criámos o fundo de Emergência Social que auxilia as famílias a suprir pequenas necessidades momentâneas, como adquirir medicamentos quando a sua situação não o permite, a custear contas de eletricidade e gás quando, por uma razão ou outra, a vida não o permite.

Auxiliamos também as famílias nas deslocações aos médicos, entre outras situações. Criámos há muitos anos e agora reforçámos o serviço de psicologia, inteiramente gratuito, para servir a população de Joane e não só. Está também em fase de conclusão o projeto voluntariado para a terceira idade, para auxiliar os nossos seniores e fazer-lhes companhia.

IMG_20180626_093811

Nos últimos anos, a rede viária de Joane tem sofrido várias intervenções. Há mais obras previstas neste capítulo?

Sim, a rede viária é sempre uma preocupação. Há algumas obras da nossa responsabilidade, com as quais pretendemos avançar, nomeadamente a requalificação da Avenida Padre Silva Rego e travessa padre Silva Rego; a construção da ligação entre a Avenida de Laborins e a Avenida Dr. Mário Soares, a repavimentação da rua Agra de Alvar, a repavimentação da segunda fase da Avenida Camilo Castelo Branco e a repavimentação da rua Senhor dos Passos.

Pretendemos ainda fazer a ligação entre a rua da Cortinha e a rua de Santo Amaro, que exige grandes gastos e negociações, mas que permitiria criar uma nova via de comunicação rápida entre a zona das Charrueiras e a zona de São Bento. Ainda não desistimos para que os municípios de Famalicão e Guimarães cheguem a acordo para repavimentar a Avenida da Restauração, via intermunicipal e de grande circulação, que está num estado lastimável.

Joane é uma vila que tem conseguido atrair mais famílias e empresas? Há, pelo menos, novas habitações a surgir na vila….

Joane é uma vila muito atrativa e um bom local para viver, tem boas infraestruturas e está muito perto de Famalicão, Guimarães, Braga e Vizela e até mesmo do Porto, através da autoestrada, e isso atrai muitas empresas, sobretudo na área dos serviços. Neste momento, a vila carece de um terreno para a instalação de pavilhões industriais. Após um período de acalmia no imobiliário em que só se verificavam restauros e reconstruções, atualmente o mercado está muito pujante com a edificação de edifícios em altura no centro da vila e a construção de vivendas em projetos de loteamento um pouco por toda a freguesia. Por isso, quem pretender viver em Joane encontrará certamente habitação com a oferta necessária para servir os seus desejos e objetivos. Joane é uma freguesia muito urbanizada, central, pujante, mas que felizmente consegue ainda conservar grandes traços de ruralidade.

Em Joane conseguimos aceder a serviços como bancos, serviços de saúde, todos os tipos de empresas, supermercados de várias dimensões, aceder à cultura e à execução de grandes projetos teatrais e musicais.

Além disso, as nossas crianças podem frequentar as escolas desde o pré-primário até ao ensino secundário, em estabelecimentos com reconhecida qualidade no ensino. É uma mais-valia para todas aquelas pessoas que pretendem vir habitar aqui, pois têm a certeza de que os seus filhos têm oferta escolar de qualidade até decidirem tirar um curso universitário.

IMG_20180626_093509

Como autarca, quais são as principais carências da freguesia?

Sinto falta de uma Unidade de Saúde Familiar de raiz, de um pavilhão multiusos que sirva a prática do desporto e a realização de eventos das nossas associações. Gostava de erigir uma pista para longas caminhadas e treino de corrida, em convívio com a natureza, e de uma via que desanuvie o trânsito da EN 206, que siga pela feira nova e ligue Joane a Pousada de Saramagos e Vermoim.

Sinto a necessidade premente de alargar o Parque da Ribeira e dotá-lo ainda de mais e melhores equipamentos, apesar do que este já tem.

Há alguma projeto que será apresentado em breve?

Lançaremos em breve uma aplicação informática que permitirá aos cidadãos ter uma relação ainda mais próxima com a Junta de freguesia, indo ao encontro desta vaga de uso de smartphones e aproveitando a era digital em que vivemos.

Como é a sua relação com a Câmara Municipal de Famalicão, liderada por um executivo PSD-CDS-PP? Nunca escondeu que existe um bom entendimento com o Presidente Paulo Cunha…

Existe um excelente entendimento com o Presidente da Câmara e com o restante executivo municipal. Estou cá para defender a minha freguesia, sem estar agarrado ao que qualquer partido pretende ou não. Nunca coloquei a questão do relacionamento com o Presidente da Câmara como uma questão de relação partidária e sei que ele também pensa como eu. E digo mais: sabendo que alguns vão ficar desagradados comigo, o Presidente da Câmara é uma pessoa atenta, trabalhadora, sempre acessível e disponível para resolver os problemas de Famalicão e, no nosso caso, de Joane. Para mim fez um excelente primeiro mandato e o segundo vai no mesmo sentido.

É, portanto, uma relação que tem dado frutos?

Sim. Conseguimos muitos entendimentos para a realização de muitos projetos, como a sede da Junta de Freguesia, a ligação entre o Largo 3 de Julho e a Rua da Ribeira, a resolução do problema jurídico do Parque da Ribeira, a pavimentação de algumas vias municipais, entre outros

No entanto, como autarca, pretendo sempre mais e melhor para a minha vila e estou certo que o Presidente da Câmara tudo fará para que os nossos anseios sejam atendidos.

Num momento de aniversário, qual a mensagem que deixa aos joanenses?

Nesta altura em que festejámos o 32.º aniversário da elevação de Joane a vila, agradeço aos joanenses tudo o que fazem para que esta vila seja a mais bela e bonita de mundo e peço-lhes que tenham sempre orgulho em ser joanenses e viver em Joane.

Pub - Ulahlah - 250-1
Porminho - 250
Opinião Pública - 250

Diário

opiniao-publica
Zoom Out - 250
Pub - Cristina - 250-2
ASCouto - 250

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.