jovem-acusado-de-espancar-idoso-em-famalicao-foi-absolvido

Notícias

Jovem acusado de espancar idoso em Famalicão foi absolvido

2 min. 17.07.2018

Foi absolvido pelo tribunal, esta terça-feira, o jovem de 19 anos acusado de roubar e espancar um idoso em Famalicão.

Segundo o Jornal de Notícias (JN), o tribunal considerou que não ficou provado que o arguido foi o autor do roubo e que o idoso tenha morrido devido às lesões provocadas durante o crime.

A mãe do jovem, que estava acusada de recetação, foi absolvida porque o tribunal considerou que para provar o crime era necessário saber a proveniência do ouro vendido.

Moisés Neves, de 85 anos, foi atacado a 16 de outubro de 2016, ao início da madrugada com um pau de madeira ao abrir a porta de casa e empurrado. O homem caiu e bateu com a cabeça na pedra da lareira ficando inanimado. Um mês depois acabaria por morrer.

Nessa noite, foi roubado a Moisés Neves, um fio em ouro que trazia ao pescoço, o anel com uma libra que tinha no dedo e uma pulseira em ouro, bem como cerca de 1500 euros em dinheiro que o idoso tinha em casa também foram levados.

De acordo com o JN, em setembro de 2017, o jovem suspeito foi detido pela PJ do Porto, a quem relatou que tinha guardado as peças em ouro nas suas roupas, mas que a mãe se tinha apoderado delas. À Judiciária, o jovem também entregou as sapatilhas que usou durante o roubo.

O Jornal de Notícias revela ainda que a mãe negou ter-se apoderado das peças e tê-las vendido numa loja de ouro em segunda mão, em Famalicão, apesar de o estabelecimento comercial ter passado um cheque de 2950 euros, em seu nome, pela compra das peças.

O corpo do idoso teve de ser exumado para a comparação de vestígios de ADN encontrados nas sapatilhas e análise pormenorizada da causa da morte.

 

 

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Opinião Pública - 250

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.