quarenta-sessoes-de-cinema-no-close-up-na-casa-das-artes

Notícias

Quarenta sessões de cinema no Close-up na Casa das Artes

4 min. 27.09.2018

No próximo dia 13 de outubro, o músico The Legendary Tigerman vai estar na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão para apresentar em estreia absoluta um cine-concerto a partir de “Os Lobos”, obra maior do cinema mudo português, recentemente alvo de restauro digital pela Cinemateca Portuguesa. O filme-concerto, a partir da obra do cineasta Rino Lupo, é um dos muitos destaques da terceira edição do Close-up: Observatório de Cinema, que regressa ao espaço cultural famalicense de 13 a 20 de outubro.

No total contam-se quase quatro dezenas de sessões, muitas delas comentadas, ao longo dos oito dias do Observatório, que nesta sua nova edição decorre sob o tema “Lugar”.“Será um episódio, acompanhado de réplicas, povoado de lugares, de todos os lugares, lugares ora fabricados, ora preservados, pelo Cinema”, explica Vitor Ribeiro, responsável pela programação do Observatório.

Da vasta programação do Close-up destaque também para uma mostra de seis filmes do cinema latino-americano e uma seleção de filmes de alguns dos títulos mais marcantes do japonês Kenji Mizoguchi que vai dar o mote para uma conversa sobre a influência da cultura nipónica, em particular de Mizoguchi, na obra do realizador português Paulo Rocha. 

Pelo meio, o Close-up apresenta ainda uma programação “ambiciosa” para o público escolar, com dez sessões direcionadas para todos os escalões etários, incluindo animação e documentário, sessões comentadas e oficinas.

O protagonismo atribuído pelo Observatório à dicotomia Cinema e Educação, vai aliás permitir à Casa das Artes acolher, pela primeira vez e durante a vigência do Close-Up, o arranque do novo ano de atividades do CinEd, programa europeu de educação para o cinema dirigido aos jovens entre os 6 e os 18 anos, que reunirá em Famalicão, durante quatro dias, todos os parceiros dos nove países envolvidos.

Há ainda uma nova rúbrica - o “Café Kiarostami” -, que à boleia do cinema cruza música, projeções e conversas. O primeiro de seis convidados é o líder dos Ena Pá 2000 e Irmãos Catita - Manuel João Vieira, que no dia 13, vai transformar o café-concerto da Casa das Artes no “Cabaret Maxime”.

A terminar, nota ainda para mais um filme-concerto, desta vez no dia 20 de outubro e pela mão de Noiserv, que vai musicar ao vivo na Casa das Artes o filme “Sherlock Jr.”, de Buster Keaton.

“São cerca de 40 sessões, dispostas em secções que comunicam e dialogam na chegada aos lugares do Cinema, incluindo projeções especiais e singularizando sessões com introduções e comentários de realizadores, jornalistas, investigadores e programadores”, acrescenta Vitor Ribeiro.

Com entrada gratuita para estudantes, seniores e para associados de cineclubes, o restante público paga dois euros ou um euro com o Cartão do Quadrilátero Cultural. Os bilhetes para os filmes-concerto têm o custo de seis euros, reduzindo para três para Cartão Quadrilátero, estudantes, seniores e associados de cineclube.

Programação completa no site do Close-up: Observatório de Cinema, em www.closeup.pt.

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Opinião Pública - 250

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.