milhares-de-professores-em-manifestacao-em-lisboa

Notícias

Milhares de professores em manifestação em Lisboa

1 min. 05.10.2018

Milhares de professores, oriundos de vários pontos do país, saíram esta sexta-feira pelas 15h30 da Alameda D. Afonso Henriques em direção ao Ministério das Finanças, numa manifestação pela contagem integral do tempo de serviço congelado.

 

A manifestação foi encabeçada por vários dirigentes sindicais, designadamente o líder da Fenprof, Mário Nogueira, que segurava uma faixa em que se lia “nove anos, quatro meses e dois dias, não ao apagão”.

 

Os docentes em protesto, que assinalam hoje o Dia Mundial do Professor, entoavam palavras de ordem como “Governo escuta, os professores estão em luta” e “o tempo é para contar, não é para apagar”.

 

A manifestação de hoje é o culminar de uma semana de protesto, com quatro dias de greve, convocada por 10 estruturas sindicais de professores, que começou na segunda-feira, pela recuperação integral do tempo de serviço, reivindicações acerca da aposentação, sobrecarga horária e precariedade.

 

O Governo aprovou na quinta-feira um decreto-lei que define que os professores vão recuperar dois anos, nove meses e 18 dias do tempo de serviço efetuado, mas os docentes exigem a recuperação de nove anos, quatro meses e dois dias de tempo de serviço congelado.

 

A aprovação do decreto-lei na quinta-feira foi considerada ilegal pelos sindicatos, com a Fenprof a falar de “prepotência e inflexibilidade” do Governo e a apelar a uma grande adesão à iniciativa de hoje.

 

Foto: Sapo 24

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Opinião Pública - 250

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.