ar-que-respiramos-esta-a-matar-nos

Notícias

Ar que respiramos está a matar-nos.

1 min. 29.10.2018

As consequências do ar poluído que se respira já começam a ser visíveis. As substâncias perigosas que pairam no ar das cidades europeias já terão provocado centenas de milhares de mortes prematuras durante 2016.

O alerta é do relatório da Agência Europeia do Ambiente que será divulgado hoje em Copenhaga, na Dinamarca.

De acordo com o relatório, tem havido algumas “melhorias lentas”, mas "a poluição do ar continua a ultrapassar os limites e diretivas da União Europeia e da Organização Mundial de Saúde". O documento baseia-se em dados recolhidos em 2.500 postos de recolha de dados durante o ano de 2016.

Segundo indica a Agência Europeia do Ambiente, os transportes rodoviários são umas das principais causas para esta poluição, uma vez que emite partículas nocivas e gases perigosos como é o caso do azoto e do ozono, que são "um perigo para a saúde humana e para o ambiente".

A exposição ao ozono terá contribuído para a morte prematura de cerca de 17.700 pessoas em 41 países europeus.

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Opinião Pública - 250
À conversa com... Quim

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.