portugueses-tolerantes-mas-acham-a-sua-cultura-superior

Notícias

Portugueses tolerantes, mas acham a sua cultura superior

2 min. 30.10.2018

Em Portugal, a aceitação de religiões não-católicas e de realidades como o casamento homossexual e o aborto contrastam com o sentimento de metade dos portugueses de que a sua cultura é superior às outras, revela um estudo.

As conclusões constam de um relatório que tem por base um inquérito do Pew Research Center, um grupo de análise ('fact tank') norte-americano que se centra em questões sociais, comportamentos e tendências predominantes no mundo, a partir de inquéritos de opinião, análise demográfica, conteúdos de 'media' e outros estudos empíricos no âmbito das ciências sociais, financiado pelo fundo 'The Pew Charitable Trusts'.

O inquérito foi conduzido entre junho de 2015 e agosto de 2017, em fases distintas, com entrevistas presenciais nos países da Europa central e de leste e por telefone na Europa ocidental, com uma amostra que varia entre as 1.400 e as 1.500 pessoas por país, nos 34 abrangidos pelo estudo.

Quando questionados sobre o nível de concordância com a frase 'O nosso povo não é perfeito, mas a nossa cultura é superior às outras', 47% dos portugueses manifestaram um acordo total ou quase total com a afirmação.

A percentagem iguala o resultado dos italianos e fica bastante acima dos 20% de concordância em Espanha, 36% em França, e ligeiramente acima dos 45% da Alemanha.

O estudo, que traça uma clara diferença entre a Europa ocidental e a Europa central e de leste, revela que os portugueses estão entre os que afirmam aceitar melhor a ideia de ter na família elementos muçulmanos (70%) ou judeus (73%).

À medida que se avança no continente europeu em direção a leste a aceitação diminui.

Ver mais em JN.pt

1 / 0
À conversa com... Quim
Pub - Ulahlah - 250-1
Opinião Pública - 250

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.