ps-que-votou-contra-o-plano-classificou-o-como-um-embuste

Notícias

PS, que votou contra o Plano, classificou-o como um embuste

1 min. 05.11.2018

Partido Socialista, que votou contra o Plano, classificou-o como um embuste, um logro e uma ficção.

Logo depois da reunião de Câmara extraordinária o Partido Socialista promoveu uma conferência de imprensa para justificar o voto contra o Plano da Câmara Municipal para 2019.

Para os vereadores socialistas trata-se de um documento que tem como missão enganar os famalicenses, sublinhando que no próximo ano a despesa corrente aumenta quase 4,34 milhões de euros, ao passo que a receita corrente cresce cerca de 1,25 milhões de euros.

Tal como defendeu Rui Faria, o presidente da Comissão Política Concelhia do PS, o concelho está mergulhado num marasmo.

“Continuamos a constatar, face à proposta do orçamento para 2019, o retrocesso e só os fundos comunitários poderão ajudar a sair do marasmo em que o concelho está mergulhado ou o aumento da cobrança de impostos ajudarão a suportar o crescente aumento da despesa corrente que este ano volta a crescer para além do sustentável. A boa planificação municipal de que tanto se gaba o poder instalado, não manifesta preocupação face ao futuro”.

No encontro com os jornalistas os socialistas sublinharam ainda que, dado o valor dos impostos no concelho, o poder de compra dos residentes em Famalicão é de 88,9% face à média nacional de 100%. No investimento, sublinham, existe uma subida graças aos fundos comunitários.

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Opinião Pública - 250
À conversa com... Quim

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.