natal-portugueses-vao-gastar-314-euros-em-compras

Notícias

Natal: portugueses vão gastar 314 euros em compras

2 min. 15.11.2018

Os portugueses planeiam gastar uma média de 314 euros por agregado familiar com compras de Natal, menos 7,1% dos gastos estimados em 2017 e quase metade do registado em 2008, segundo um estudo divulgado esta terça-feira.

Em causa está o Estudo de Natal 2018 da Deloitte, no qual foram inquiridos durante o mês de outubro 780 portugueses de um total de 9.169 consumidores europeus (de outros nove países além de Portugal), entre 18 e os 65 anos.

No inquérito, as famílias portuguesas estimaram gastar uma média de 314 euros em compras de Natal, montante que tem vindo a decrescer nos últimos anos, depois de rondar os 338 euros no ano passado (queda de 7,1%) e os 610 euros em 2008 (diminuição para quase metade).

"O valor estimado para este ano é, efetivamente, o segundo mais baixo da pesquisa, apenas ultrapassado em 2014, quando os consumidores portugueses estimaram gastar 270 euros", aponta a consultora Deloitte em nota enviada à agência Lusa.

Em comparação aos outros países inquiridos, a previsão de gastos dos portugueses fica em 63 euros abaixo da média europeia.

Portugal é, inclusive, "dos países que mais diminui o seu valor estimado de gastos para este ano", observa Pedro Miguel Silva, do departamento de Indústria de Consumo da Deloitte.

"Reino Unido e Espanha continuam a ser os países onde os gastos são mais elevados e, por oposição, Holanda, Rússia e Polónia os países em que as populações despendem menos nesta época festiva", acrescenta.

A incentivar o consumo nesta época festiva estão as promoções, indica o estudo, que realça que os portugueses são dos que mais planeiam comprar em ocasiões como a chamada "Black Friday".

No que toca ao tipo de gastos, as prendas dominam as despesas (a representar 51% do total), seguindo-se a alimentação e bebidas (36%).

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.