famalicense-beatriz-costa-leva-a-irlanda-prato-portugues

Notícias

Famalicense Beatriz Costa leva à Irlanda prato português

2 min. 17.11.2018

 

A Beatriz Costa,  vencedora do MYCA, irá representar o nosso país no European Young Chef Award, nos dias 25 e 26 de novembro, em Galway, na Irlanda, onde irá competir com jovens chefs e pratos tradicionais de outras regiões da Europa.

A jovem chefe de 18 anos foi escolhida pelo Minho, a primeira e única região portuguesa de gastronomia europeia, para o concurso internacional de culinária que acontece nos dias 25 e 26 de novembro, na Irlanda.

Um arroz de tacho cozido numa mistura de água, entrecosto estufado e vinho tinto é o prato escolhido pela Beatriz Costa para representar a região do Minho no concurso internacional em Galway, na Irlanda, onde irá competir com jovens chefs e pratos tradicionais de outras regiões da Europa nos dias 25 e 26 de novembro.

O arroz em vinha d'alhos será a escolha de Beatriz Costa, de 18 anos, para mostrar ao júri europeu o que de melhor se faz na gastronomia minhota. Na mala para a Irlanda, Beatriz leva entrecosto, cebolas, alhos, chouriças e outros ingredientes. Todos caseiros e locais da região. O Minho é atualmente a primeira e única região portuguesa de gastronomia europeia.

O objetivo é valorizar a região do Minho, o seu receituário, os seus produtos endógenos e a sua riqueza diferenciadora no que diz respeito à gastronomia.

A jovem chefe de 18 anos foi a vencedora do Minho Young Chef Awards 2018 ( MYCA) em Maio passado, onde recriou o prato tradicional de vinha d'alhos e deu-lhe uma versão contemporânea: tirou os ossos, cortou a carne e salpicou com flores.

“É um prato verdadeiramente minhoto, com feijões terrestres, produzidos em Arcos de Valdevez, mas também equilibrado, com hidratos de carbono, proteína e vegetais”, explica o chef Renato Cunha, embaixador do MYCA e mentor da Beatriz na preparação para os European Young Chef Award.

Nos últimos meses, juntamente com o professor Filipe da Didáxis, a escola cooperativa de Vale S. Cosme, em Riba d'Ave, onde estudou, e o chef Renato Cunha, Beatriz fez um estudo exaustivo do prato para compreender melhor os ingredientes e aperfeiçoar a sua obra. “Quisemos elevar o prato, apostamos na inovação, na satisfação e no sabor, sem o descaracterizar”, explica o conceituado cozinheiro minhoto

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.