nuno-melo-relata-noite-complicada-vivida-em-estrasburgo

Notícias

Nuno Melo relata noite complicada vivida em Estrasburgo

1 min. 12.12.2018

O tiroteio da noite desta terça-feira, em Estrasburgo, cidade onde se localiza o Parlamento Europeu, apanhou de surpresa os eurodeputados, entre os quais os portugueses que estão por esta altura na cidade francesa. Nuno Melo, eurodeputado do CDS, estava em Estrasburgo quando tudo se desenrolou.

O famalicense relatou, à TSF, que estava a cerca de 400 metros do local quando se apercebeu de "pessoas a correr e de carros de polícia a aparecerem e formarem uma espécie de perímetro de segurança". Nuno Melo estava dentro de um carro quando recebeu a notícia de que tinha acontecido um "atentado". "Viemos para um hotel próximo onde ainda estou - basicamente - fechado. Ninguém sai nem ninguém entra", disse.

"Estávamos parados num semáforo quando começámos a aperceber-nos das movimentações. As pessoas que vinham a pé ordeiramente começaram a correr, os carros da polícia foram aparecendo", junto a uma das pontes que ligava diretamente à praça onde tudo terá acontecido.

"Os polícias vinham com lanternas, a apontar para dentro do carro - neste caso para a cara - para tentar identificar quem ia transitando." De seguida, o trânsito foi cortado dentro do perímetro de segurança e as pessoas foram impedidas de sair dos locais em que estavam.

"Para entrar no hotel tive que tocar várias vezes à campainha até que abriram a porta, depois de me identificarem pela voz", contou o famalicense, que viveu de perto um atentado que provocou três mortos e treze feridos.

1 / 0
ArtSofá 250x250
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.