deputada-do-pcp-carla-cruz-interpela-governo-sobre-ctt-de-lousado

Notícias

Deputada do PCP Carla Cruz interpela governo sobre CTT de Lousado

2 min. 19.12.2018

A deputada Carla Cruz do PCP questionou o Governo sobre a questão do encerramento dos CTT de Lousado.

A deputada comunista, acompanhada de uma delegação concelhia de Famalicão, esteve na passada segunda-feira, dia 17, junto à estação dos CTT de Lousado para manifestar a sua oposição e do seu partido na Assembleia da República quanto ao anunciado encerramento desta estação.

Na sua interpelação, Carla Cruz lembra que a privatização dos CTT foi inscrita no Pacto de Agressão assinado por PS, PSD e CDS com a troika estrangeira, sendo depois concretizada pelo Governo PSD/CDS e que tal medida, “continua a revelar-se  trágica para o país que perdeu o serviço púbico postal e trágica para as populações que ficaram entregues à sua própria sorte perante uma empresa privada que atende apenas aos seus lucros sem preocupação com as consequências das decisões que toma”, disse, exemplificando com o anúncio do encerramento da estação dos CTT, até final do ano, em Lousado,  perante a passividade do Governo PS o qual, como em tantas outras já ocorridas, assiste a estas decisões sem as travar.

Referindo que a administração privada, que tomou conta dos CTT, decidiu “que os seus lucros estão acima dos direitos das populações que residem em Lousado”, a deputada do PCP considera inadmissível que o Governo faça declarações proclamatórias sobre o desenvolvimento do interior e do mundo rural e depois “assista impávido e sereno à destruição do serviço postal, ao abandono das populações, à destruição de instrumentos de coesão territorial e social como é o serviço de correios, tudo em nome do lucro da empresa privada que tomou conta dos CTT”.

Carla Cruz exige, portanto, que o Governo “assuma as suas responsabilidades, trave este processo, inverta o caminho de encerramento de estações dos CTT e diminuição do serviço prestado às populações e assegure o investimento no serviço público postal, alavanca de desenvolvimento, designadamente retomando o controlo público dos CTT”.

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.