nomes-de-2018-mais-alices-e-lourencos-maria-e-o-nome-mais-escolhido

Notícias

Nomes de 2018. Mais Alices e Lourenços. Maria é o nome mais escolhido

3 min. 28.12.2018

Maria e João: estes foram os nomes mais escolhidos pelos pais de crianças nascidas em 2018. O nome Maria lidera de longe a lista dos nomes das raparigas com 5 608 registos, muito distante do segundo lugar que é ocupado por Leonor (1609 registos). Já na lista dos nomes masculinos, João, com 1679 registos, consegue uma vitória à justa sobre Francisco, que teve 1693 registos. No terceiro lugar do pódio, encontramos Matilde (1568 registos) e Santiago (1579)

Os dados são provisórios, uma vez que o ano ainda não terminou, e foram enviados ao DN pelo IRN - Instituto dos Registos e do Notariado. E a primeira conclusão a tirar é que os nomes preferidos não têm mudado muito nos últimos anos. No top 3 feminino, pelo menos desde 2015 que não há alterações: parece que Maria é mesmo o nome preferido dos portugueses. Já nos rapazes, todos os anos os nomes João, Santiago e Francisco andam, taco a taco, a disputar a liderança.

Em relação ao ano passado, temos mais Alices (é a primeira vez que este nome chega ao top 10) e Beneditas (e menos Franciscas e Inês), assim como temos mais Lourenços(e ligeiramente menos Miguéis). De uma maneira geral, olhando para as listas dos últimos três anos, a tabela dos 10 nomes mais escolhidos é bastante parecida.

Claro que se olharmos para a lista de 2004 já encontramos diferenças significativas.

Por exemplo, o nome Inês ocupava o quarto lugar (2670 registos) enquanto atualmente ocupa o 14º lugar (e tem apenas 798 registos). Nomes como Joana, Lara ou Rita eram bastante mais comuns. Nesse ano nasceram 1010 Danielas (este anos foram apenas 112) e 947 Martas (o número baixou para 145). Em compensação, nomes como Benedita ou Alice eram muito menos populares. Em 2004 não houve nenhuma Carminho, em 2018 houve 276 registos com este nome.

No grupo dos rapazes, em 2004 Diogo ocupava o segundo lugar com 2257 registos e agora está no 24º lugar com 723 registos. Nomes como André, José, Pedro e Ricardo, que estavam entre os mais populares estão agora muito mais abaixo na tabela (Ricardo está em 11º lugar com apenas 141 registos). Por outro lado, além de Santiago que entretanto se tornou um dos nomes preferidos dos portugueses mas que em 2004 tinha sido atribuído somente a 80 bebés, também nomes como Salvador, Lucas,. Duarte ou Lourenço são hoje muito mais populares do que eram há 14 anos.

O que parece claro é que há cada vez mais nomes raros - aqueles que só são atribuídos a uma criança. Em 2018, isso aconteceu com 1696 raparigas e 1575 rapazes. São, na maioria dos casos, nomes de origem estrangeira, embora haja exceções como aquele único Rudolfo, uma Mariema, uma Vanda ou uma Idalina.

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.