armindo-castro-pede-500-mil-euros-de-indemnizacao-ao-estado

Notícias

Armindo Castro pede 500 mil euros de indemnização ao Estado

1 min. 05.02.2019

Armindo Castro pede 500 mil euros de indemnização ao Estado pelo tempo que esteve preso indevidamente.

O homem que chegou a ser condenado a 20 anos de cadeia pela morte da tia, Odete Castro, em Joane, e que esteve dois anos e meio preso, exige agora ao estado uma indemnização de 500 mil euros.

A notícia é avançada hoje pelo Correio da Manhã. Segundo o jornal, Armindo Castro esteve dois anos e meio preso por um crime que não cometeu, o que deixou no estudante de Fafe, de 32 anos, "danos psicológicos gravíssimos".

Recordo que crime viria a ser assumido, dois anos depois, por outro homem, pelo que Armindo Castro acabou por ser absolvido.

O advogado do estudante, em declarações ao jornal, diz que esperaram por um pedido de desculpas por parte do Estado, mas como isso nunca aconteceu, decidiram, avançar com este processo para exigir a reparação deste erro clamoroso da Justiça portuguesa", citamos.

Recorde-se que Odete Castro, residente em Joane, foi morta em 2012. O homicídio foi cometido por um casal de vizinhos - Artur Gomes e Júlia Lobo, já condenados a penas de 20 e 18 anos de prisão. 

Tags

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.