carnaval-despede-se-com-a-queima-do-galheiro-em-fradelos

Notícias

Carnaval despede-se com a Queima do Galheiro em Fradelos

1 min. 05.03.2019

A tradição é tão antiga que ninguém sabe ao certo quando ou como começou. E apesar de durante alguns anos ter andado esmorecida, a associação Koklus reativou-a e na freguesia de Fradelos já ninguém deixa morrer a “Queima do Galheiro”.

São cada vez mais as pessoas que nesta noite de terça-feira de Carnaval rumam até Fradelos para assistir a este espetáculo ancestral, que está ligado aos primórdios do Entrudo, aos rituais de purificação e à expulsão das forças malignas do Inverno e do início do período renovador da Quaresma.

Ao longo do dia, em vários lugares da freguesia, a população sai à rua amontoando os restos das sementeiras, os galhos velhos das árvores e o silvado, no topo coloca-se um boneco a quem se chama entrudo e pega-se fogo. Os galheiros chegam a atingir os 15 metros de altura.

A Queima do Galheiro assinala, assim, o final das festividades carnavalescas e o início da quaresma pascal. Nos últimos anos, a tradição tem ganho dimensão e qualidade, muito graças ao trabalho promovido pela Associação Juvenil de Fradelos Koklus em parceria com a Junta de Freguesia que tem procurado envolver as novas gerações na iniciativa. Para isso, contribuiu a atribuição de prémios aos melhores galheiros e a criação de um regulamento próprio.

Noutros tempos, a queima repetia-se em diversos lugares da freguesia, quase num despique, para ver quem queimava o maior "Galheiro". Hoje são menos os participantes, mas a alma da tradição mantém-se viva.

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.