Economia famalicense reforça indicadores de crescimento

Informação

Economia famalicense reforça indicadores de crescimento

1 min. 26.09.2017

Os primeiros indicadores do Instituto Nacional de Estatística (INE) relativamente às exportações, nos primeiros sete meses do ano, apontam para que Famalicão consolide o título de terceiro concelho mais exportador de Portugal e o primeiro do Norte.

Entre janeiro e julho de 2017, o comércio internacional já rendeu aos cofres das empresas sediadas em Famalicão 1,18 mil milhões de euros. O que quer dizer que, em pouco mais de meio ano, o tecido empresarial famalicense já faturou mais ao mercado externo do que em relação ao período homólogo de 2016. Trata-se de um montante que corresponde a um aumento de 21 milhões de euros (1,84%) face às receitas confirmadas para julho de 2016. A confirmar-se a tendência dos primeiros sete meses de 2017, Famalicão vai assim reforçar o volume total de vendas para o exterior. Em 2016 as exportações famalicenses atingiram 1,9 mil milhões de euros.

Para esta performance contribuem empresas como a Continental Mabor, a Leica, a Riopele e a ROQ e muitas outras das fileiras têxtil, agroalimentar e metalomecânica.

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.