deputado-defende-ensino-publico-ate-ao-12-ano-em-riba-dave

Notícias

Deputado defende ensino público até ao 12º ano em Riba d'Ave

1 min. 22.04.2019

O deputado famalicense do PSD, Jorge Paulo Oliveira,  responsabiliza o Governo pelo encerramento do Externato Delfim Ferreira e reclama ensino básico e secundário para a vila de Riba d’Ave.

Numa pergunta dirigida ao ministro da Educação, o deputado à Assembleia da República diz que as razões para a insolvência Delfinópolis, empresa detentora do Externato Delfim Ferreira, são conhecidas e há muito que se antecipavam com o fim inesperado e abrupto dos contratos de associação que levou à redução drástica de turmas subsidiadas e à impossibilidade de constituir novas turmas.

Para Jorge Paulo Oliveira diz a Tiago Brandão Rodrigues que este “não cuidou de saber se o parque escolar de ensino público estava preparado para receber vagas significativas de alunos”.

 “Não estava, nem está”, afirma o deputado, assegurando que em Famalicão, o parque escolar público “está hoje sobrelotado e vai ficar ainda mais com o encerramento do Externato Delfim Ferreira e da DIdáxis de S. Cosme”.

Jorge Paulo Oliveira dá a vila de Riba de Ave como exemplo e quer saber se o Governo está disponível para dotar a Vila da oferta do ensino público até ao 12º ano.

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.