professores-da-escola-arteduca-denunciam-cortes-de-salarios

Notícias

Professores da escola Arteduca denunciam cortes de salários

1 min. 08.03.2018

O Sindicato de Professores do Norte (SPN) denunciou, esta quinta-feira, casos de "pressão e irregularidades" no ensino particular e cooperativo, apontando que já pediu a intervenção da tutela, bem como uma reunião “urgente” com a Inspeção Geral do Trabalho.

De acordo com a agência Lusa, o SPN fez um relato de várias situações detetadas em escolas no Norte, nomeadamente de Famalicão.

Na conferência de impressa participaram várias pessoas ligadas ao SPN, bem como docentes de escolas que descreveram os casos que vivem ou viveram recentemente.

Marta Moreira, professora da ArtEduca - Conservatório de Música de Famalicão, disse que as reivindicações laborais dos docentes têm sido "sumariamente ignoradas pela direção" do estabelecimento de ensino que, disse a docente, "tem um sentimento de impunidade em relação à lei".

"Neste momento nenhum docente começa um mês a saber quanto vai receber. Os cortes no vencimento são sistemáticos. Fizeram um novo contrato coletivo e a não adesão de algumas pessoas fez com que acontecessem represálias", disse Marta Moreira, falando em "clima de medo constante".

A professora estima que mais de 25 docentes estejam a passar pela situação descrita e frisou que a escola famalicense é comparticipada pelo Estado.

A agência Lusa contactou a direção da ArtEduca que, em resposta escrita disse "repudiar vivamente, como falso, o divulgado" e remeteu para "tempo oportuno" uma posição.

 

Tags

1 / 0
À conversa com... Quim
Opinião Pública - 250
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.