anep-ministerio-publico-pede-oito-anos-de-prisao-para-contabilista

Notícias

ANEP: Ministério Público pede oito anos de prisão para contabilista

1 min. 09.03.2018

O Ministério Público pediu, esta quinta-feira, pelo menos oito anos de cadeia para o principal arguido de um caso de alegado desvio de cheques que aconteceu em Famalicão.

Mário Pena, contabilista de 61 anos, está acusado de abuso de confiança fiscal qualificado, falsificação de documentos, falsificação de documentos agravado e corrupção ativa.

O caso, descoberto em 2008, terá envolvido na globalidade 1um milhão e meio de euros, que o contabilista terá desviado de 43 clientes de Famalicão. Segundo a acusação Mário Pena desviou os cheques que os clientes lhe davam para pagar contribuições e impostos e dava o dinheiro a uma mulher lituana, com a qual mantinha um relacionamento amoroso.

Ontem as alegações finais que decorreram no Tribunal de Guimarães, o Ministério Público pediu, pelo menos, oito anos de cadeia para o principal arguido do caso ANEP-Consultores.

Tags

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Opinião Pública - 250

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.