antoninas-de-famalicao-prometem-programa-diversificado

Notícias

Antoninas de Famalicão prometem programa diversificado

2 min. 22.05.2018

Famalicão sai à rua, com a bênção de Santo António, de 8 a 13 de junho. O concelho já se encontra em contagem decrescente para as Festas Antoninas, que este ano têm como pontos altos da romaria o concerto de entrada livre da banda portuguesa D.A.M.A. e a tradicional noite das marchas.

Estes seis dias prometem animação, com um programa diversificado e eclético que promete atrair milhares de pessoas às ruas de Famalicão.

Para Paulo Cunha, presidente da Câmara de Famalicão, “as Festas Antoninas simbolizam a essência das gentes de Famalicão”. “São um traço marcante da nossa memória coletiva e um momento de valorização e afirmação das tradições, identidade e história da nossa comunidade”, explicou o autarca.

Os concertos com entrada livre na Praça D. Maria II são um dos enfoques da programação. O primeiro momento musical está agendado para a noite do dia 9 de junho, com a atuação do portuense e ex-concorrente do The Voice Portugal, Tiago Nacarato. Os cabeça de cartaz chegam na noite do dia 11, segunda-feira, com a atuação dos D.A.M.A.

Mas sendo Famalicão um concelho que estima a tradição, as Marchas Antoninas, que desfilam na noite do dia 12, com a participação de 11 associações que depois de vários meses de trabalho, vêm para a rua espalhar cor e alegria, numa noite de emoções. Estas arrancam no dia 8, sexta-feira, com a originalidade dos marchantes de palmo e meio. As Antoninas infantis são um clássico da abertura das festas e colocam a fasquia alta logo no arranque.

Destaque ainda para a vertente religiosa das Festas, reservada para o feriado de 13 de junho, dia em que se celebra a missa solene em honra de Santo António e em que se realiza a tradicional procissão solene e a distribuição do Pão de Santo António.

Pelo meio há ainda mais de uma dezena de atividades desportivas, nomeadamente as cascatas de Santo António, os cantares ao desafio, as arruadas e os arraiais populares, onde não faltam a sardinhada assada, o bailarico e o cheiro a manjerico.

1 / 0
Opinião Pública - 250
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.