especial-da-freguesia-de-gaviao

Notícias

Especial da freguesia de Gavião

10 min. 18.06.2018

A freguesia de Gavião está em festa até ao próximo domingo. O programa das comemorações do dia da freguesia de Gavião contempla um conjunto de iniciativas, que vão animar a localidade até ao próximo domingo. O JORNAL OPINIÃO PÚBLICA associou-se às celebrações e dedicou um suplemento especial à freguesia.

HISTÓRIA DA FREGUESIA

“Cavilam, Cafiam ou Quafiam”, assim se foi escrevendo e dizendo esta freguesia de S. Tiago de Gavião, ao longo dos tempos. Esta terra de Gavião ficou conhecida desde o dia em que um clérigo, o abade de Zamário, doou à Sé de Braga diversas herdades que tinha na freguesia, levado pelo desejo de obedecer ao Evangelho. Foi então Zamário, nesse longínquo dia 20 de Junho de 1072, que nos deu a primeira informação da freguesia de Gavião, que estava situada no Território Portucalense, sob o monte de Vermoim.

Nos meados do século XVIII, segundo os dados das Memórias Paroquiais coligidos pelo Padre Luís Cardoso, a freguesia de S. Tiago de Gavião contaria com quatrocentos e vinte e três habitantes, incluindo os criados que estavam a servir na localidade.

A partir do século XIX, a história de Gavião confunde-se com a história do novo concelho de Vila Nova de Famalicão. Este foi, sem dúvida, um lugar importante na criação do concelho, por ser a terra de residência na época de Francisco Jerónimo de Vasconcelos e Castro. Mas S. Tiago de Gavião daria ao concelho uma série de grandes nomes da política local. Começando por Simão de Magalhães Araújo e Costa, membro da Comissão Municipal de 1835-1836, vereador na primeira vereação eleita na história do Município (1836), e novamente vereador em mais seis mandatos até 1847. Mas os nomes mais importantes e mais conhecidos da história política da freguesia são, sem dúvida, os dos três irmãos Trovisqueira (Manuel Francisco, Francisco José e José Francisco), este último tornado Barão da Trovisqueira. Refira-se ainda que o atual presidente da Câmara de Famalicão, Paulo Cunha, é também ele natural de Gavião.

Hoje, Gavião é uma freguesia com empresas de renome nacional e internacional, bem próxima da cidade de Famalicão. Conta ainda com muitas associações que dinamizam inúmeras atividades nesta localidade. 

_MG_9881_1

ENTREVISTA COM ANTÓNIO EMÍDIO PINHO, PRESIDENTE DA JUNTA DE FREGUESIA DE GAVIÃO

“Queremos em Gavião mais espaços verdes para as crianças”

Eleito como independente, António Emídio Pinho é o novo Presidente da Junta de Gavião desde o ano passado. A propósito do Dia da Freguesia de Gavião, o autarca, em entrevista ao OPINIÃO PÚBLICA, aponta os seus projetos para o futuro. Algumas obras já estão no terreno, mas há sempre mais para concretizar. Entre as principais prioridades, estão ambiente, a criação de espaços verdes na freguesia, bem como um campo de futebol e uma aposta efetiva na cultura.

Sofia Abreu Silva

OPINIÃO PÚBLICA: Fez parte de anteriores executivos, mas agora assume o papel de Presidente de Junta. Eleito recentemente, como está a encarar esta função?

ANTÓNIO EMÍDIO PINHO: Tem sido muito positivo. A minha forma de pensar é muito simples. Para mim, ser Presidente de Junta é estar ao lado das pessoas, não travar o desenvolvimento, social, económico, associativo, religioso, e, sobretudo, ser coerente com todos. Tem sido, inquestionavelmente, uma experiência muito enriquecedora, porque tem-me permitido um contacto privilegiado, mais próximo, com os gavienses, com as suas preocupações, ambições e, claro, alegrias.

Como autarca, tem, com certeza, vários projetos para a freguesia. Quais são as suas prioridades para Gavião?

Um autarca tem sempre o desejo de fazer mais e melhor. Mas, temos de estabelecer as nossas prioridades. Neste momento, gostaríamos de intervir no adro da Igreja e na Avenida Padre Felgueiras Abreu. Mas, não é só. Temos a questão do ambiente que é importantíssima, em que nos comprometemos a aumentar os espaços verdes bem como cuidarmos do Rio Este.

Atualmente já há obras no terreno…

Neste momento, estamos a proceder à pavimentação da Rua de São Vicente na sua totalidade e à remodelação da Praça no topo da mesma. A Rua da Ponte, nomeadamente o seu alargamento, é também uma obra que Gavião precisa com urgência.

No capítulo da água e do saneamento, em que fase estamos?

Na água, a freguesia Gavião tem uma cobertura perto dos 100%. Já no saneamento estamos na fase de orçamentação das ruas do Souto de Fora e do Bacelo, para resolvermos, de uma vez por todas, um problema que já tem algum tempo de atraso. Também se encontra em fase de orçamentação o saneamento no lugar de Moledo.

Na esfera da educação, a freguesia está bem servida?

Na Educação, Gavião está muito bem e temos boas respostas neste âmbito. Temos boas escolas e muitas crianças, que é a melhor e a mais fidedigna avaliação que podemos do valor das instituições que aqui temos. Se os encarregados de educação escolhem Gavião para terem aqui os seus filhos, se confiam nas nossas escolas e nas pessoas que nelas trabalham, então podemos pensar que estamos a trabalhar bem.

Como referiu, esta Junta procura estar atenta às dificuldades sociais das pessoas. De que forma tem a autarquia procurado ajudar?

Na Junta de Freguesia de Gavião, temos procurado ajudar todos aqueles que vêm até nós pedir algum tipo de ajuda. Considero que temos sido uma autarquia atenta às pessoas e às suas preocupações. Não queremos que nenhuma família passe por dificuldades e estamos, por isso, sempre de portas abertas. Mas, o mais importante de tudo é essencialmente entender qual a verdadeira ajuda de que as pessoas precisam. E muitas vezes as pessoas, por vezes, só precisam de alguma orientação.

A rede viária é sempre uma preocupação. Quais as principais intervenções a decorrer?

Na rede viária, estamos a proceder ao alargamento da rua de Sá, que foi uma obra de oportunidade, além da repavimentação da rua Alto das Minas e a Rua Formosa, que já se encontram em fase de conclusão. Contudo, há outras vias que precisamos de intervencionar e são, na verdade, muitas. Gavião, nos últimos anos, tem sido retalhado pelas redes de saneamento, água e gás, sendo que essas obras deterioraram muito as vias. Por isso, hoje, praticamente, todas as ruas precisam de intervenção para ficarem devidamente reparadas e é isso que vamos tentar fazer.

Gavião tem conseguido cativar mais famílias e empresas?

Há cada vez mais famílias que têm escolhido Gavião para viverem, porque é uma freguesia que reúne a pacatez de uma aldeia, mas que está inserida no perímetro urbano da cidade de Famalicão, mas também de outras, como por exemplo Braga. Por vezes, e como não temos construção em altura, há alguma dificuldade em encontrar habitação, que esperamos ver resolvida, até porque o mercado imobiliário está a ganhar fôlego. Por seu turno, as empresas veem na freguesia de Gavião um lugar seguro, com gente de trabalho, sem problemas de tráfego. Aliás, estas empresas têm contribuído, veemente, para o desenvolvimento da freguesia e para que a taxa de desemprego seja praticamente nula.

Como autarca, quais são as principais carências da freguesia?

Neste momento, gostava muito, e irei trabalhar para isso, que Gavião tivesse mais espaços verdes para as crianças brincarem e que a freguesia atualmente não dispõe. Gostava ainda que a nossa freguesia tivesse um campo de futebol. Não de menos importância, é a nossa intenção de promovermos várias atividades na área da cultura, que iremos divulgar a curto prazo. 

Como descreve a freguesia de Gavião?

Gavião é um local maravilhoso para se viver. Temos pessoas fantásticas… é uma freguesia que entra pela cidade sem nós nos apercebemos. Temos também diversas associações que muito nos engrandecem com as suas múltiplas atividades ao longo de todo o ano.

Num momento de aniversário da freguesia, qual a mensagem que deixa às pessoas?

Gostaria de deixar nesta ocasião especial uma mensagem de esperança. Temos a noção de que não podemos fazer tudo quanto a freguesia precisa, mas esperamos que Gavião, nos próximos quatro anos fique diferente, para melhor.

 

Tags

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Opinião Pública - 250

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.