teatro-da-ace-questiona-qualidade-da-democracia

Cultura

Teatro da ACE questiona qualidade da democracia

1 min. 01.05.2019

A qualidade da vivência democrática em Portugal é questionada, esta quinta e sexta-feira, 2 e 3 de maio, na Casa das Artes de Famalicão através de “Insensatos”, uma versão da “Antígona” de Sófocles, uma peça de teatro já com cerca de 3.000 anos e que é levada a cena com encenação e dramaturgia de João Castro e elenco da ACE - Escola de Artes.

A coprodução Casa das Artes/ACE sobe a palco, em ambos os dias, às 21h30, no Grande Auditório. Os bilhetes custam 4 euros, com desconto para estudantes e Cartão Quadrilátero.

“Os alunos da ACE vão questionar as noções de democracia, entre a justiça democrática e a justiça moral”, refere o encenador. Aliás, João Castro recorda que “as leis e a moralidade são um tema que está na ordem do dia presentemente”.

Tal como na Antígona de Sófocles, a peça “Insensatos fala sobre “duas irmãs que perdem dois irmãos, em campo de batalha, a lutarem um contra o outro. Um dos irmãos pode ser sepultado e o outro condenado a não ter sepultura. Mas uma das irmãs decide dar sepultura ao seu irmão mesmo contra as ordens da Cidade (a figura mítica de Creonte.

Poucos dias depois de em Portugal se ter celebrado 45 anos desde a revolução do 25 de abril de 1974, João Castro sustenta que “esta abordagem é muito oportuna”.

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.