coragem-e-valentia-as-reacoes-a-morte-do-piloto-paulo-goncalves

Desporto

"Coragem e valentia". As reações à morte do piloto Paulo Gonçalves

1 min. 12.01.2020

Um homem corajoso apaixonado pelo Dakar. É assim que várias personalidades recordam Paulo Gonçalves, o piloto português de 40 anos que morreu este domingo enquanto participava na sétima etapa do Dakar 2020, na Arábia Saudita.

O presidente da Federação de Motocliclismo de Portugal sublinha que, apesar de Paulo Gonçalves ter competido por várias modalidades, "a última paixão dele era o Dakar". Manuel Marinheiro define-o como "um dos mais experientes pilotos do país".

Já o presidente da Federação Internacional de Motociclismo, Jorge Viegas, recorda-o como "um excelente exemplo para os jovens pilotos".

"Paulo Gonçalves deixa um legado positivo e mostra o caminho a seguir. Há pilotos todo o terreno a tentar seguir-lhe os passos", sublinha.

Os pilotos portugueses António Félix da Costa (Fórmula E) e Miguel Oliveira (MotoGP) lamentaram também a morte do motard.

"Descansa em paz, guerreiro Paulo. O desporto e Portugal ficam hoje mais pobres. Até sempre, Campeão!", escreveu Félix da Costa na rede social Facebook, acompanhando a publicação com uma fotografia do piloto de Esposende.

Já Miguel Oliveira disse que Paulo Gonçalves deixou "uma marca profunda na vida de quem teve o privilégio de se cruzar" consigo.

"A tua coragem e valentia são exemplos para todos nós. DEP [Descansa em paz]", escreveu na mesma rede social o piloto de MotoGP.

Paulo Gonçalves (Hero) faleceu este domingo na sequência de uma queda durante a sétima de 12 etapas da 42.ª edição do Rali Dakar de todo-o-terreno, na Arábia Saudita.

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.