gnr-com-luz-verde-para-usar-drones-nas-fronteiras-e-em-ovar

Notícias

GNR com luz verde para usar drones nas fronteiras e em Ovar

2 min. 28.03.2020

A GNR obteve luz verde da Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) para usar 14 drones que fiscalizem a fronteira portuguesa, entre os postos de passagem autorizados nestes tempos de estado de emergência, e na cerca sanitária de Ovar.
As câmaras acopladas a estes drones captam apenas imagem (sem som) e são transmitidas em tempo real para o comando da GNR em Lisboa.
A CNPD tem recusado dar parecer positivo ao uso destes drones pelas autoridades de segurança, PSP e GNR, por falta de enquadramento na lei portuguesa, pondo em causa os direitos dos cidadãos à privacidade, mas neste caso o parecer é positivo por causa do decreto do Presidente da República que define o estado de emergência.

Esse decreto, que suspende uma série de direitos, nomeadamente a liberdade de deslocação, é razão para legitimar o uso destes drones, sobrepondo-se à lacuna na lei sobre videovigilância através de meios aéreos não tripulados.
Assim, CNPD considera adequada, durante a vigência do estado de emergência, a vigilância feita com drones.

No entanto, a CNPD avisa que o decreto presencial não coloca nunca em causa outros direitos, como a salvaguarda da intimidade da vida privada, pelo que não se poderão fazer filmagens para dentro da casa das pessoas.
Ou seja, nas áreas habitacionais, o voo das aeronaves deve ocorrer a altitudes superiores, nomeadamente em Ovar, a única cidade até agora sujeita a uma cerca sanitária.

1 / 0
Auchan 250
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.