gaivota-diretamente-da-islandia-para-as-margens-do-rio-ave

Notícias

Gaivota diretamente da Islândia para as margens do Rio Ave

3 min. 30.03.2020

A margem das Pateiras do Ave, localizada na freguesia de Fradelos, em Famalicão, foi alvo de uma visita inesperada este inverno. A Gaivota-de-asa-escura, anilhada na Islândia, em julho de 2019, escolheu esta paisagem protegida do concelho de Famalicão, a mais de 2500 quilómetros da sua origem, para passar a estação mais fria do ano. 

A proteção da Pateiras do Ave está sob a alçada da Câmara Municipal de Famalicão com o "objetivo promover o desenvolvimento da região alicerçado na valorização do seu património cultural e natural". Mas também a população local intervém no processo e tem um papel ativo na preservação deste " mosaico de floresta e campos agrícolas, centrado na freguesia de Fradelos, na sua arquitetura tradicional, nas suas tradições, e nos habitats que persistem nas margens do rio Ave", explica a autarquia. 

Esta espécie já "foi observada duas vezes em Matosinhos e, desde novembro passado, que tem estado pela Bacia do Ave, tendo sido vista em Vila do Conde e mais recentemente em Fradelos. Depois desta temporada no litoral norte de Portugal, provavelmente em breve voltará à Islândia para uma nova época de reprodução", pode ler-se no comunicado da Câmara Municipal de Famalicão. 

Relativamente ao acontecimento, Vasco Flores Cruz, biólogo, não tem dúvidas de que este “é um bom sinal que recebemos e assim percebemos que ao preservar os habitats ribeirinhos do Vale do Ave estamos a contribuir para a conservação das aves de um país que fica a mais de 2500 quilómetros de distância”. 

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Auchan 250

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.