telemoveis-de-infetados-podem-ser-especie-de-pulseira-eletronica

Notícias

Telemóveis de infetados podem ser "espécie de pulseira eletrónica"

2 min. 02.04.2020

A Comissão Europeia (CE) pediu, na semana passada, a várias operadoras de telecomunicações que recolhessem dados dos respetivos clientes, sob anonimato, para rastrear os seus movimentos e a propagação da Covid-19.

Segundo avança hoje o Jornal de Notícias, a iniciativa ainda está a ser avaliada pelo Comité Europeu para a Proteção de Dados, mas não falta quem defenda que a CE deve ir mais longe, face à gravidade da pandemia, e fiscalizar o confinamento individual de infetados ou suspeitas de infeção.

Em declarações ao JN, José Tribolet, membro do Conselho Geral do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores defende que esta instituição sediada em Bruxelas deveria promover uma utilização mais ousada da tecnologia e dos recursos ao dispor das operadoras de telecomunicações, criando "uma espécie de pulseira eletrónica" de combate à pandemia, considerando que “as pessoas com coronavírus devem ser vigiadas”.

Propostas como as de Tribolet poderão até ser aceites nestes tempos de pandemia. Mas dificilmente evitarão a oposição nas entidades dedicadas à proteção de dados pessoais de grande parte dos estados-membros da União Europeia.

 

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Auchan 250

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.