missas-com-menos-fieis-e-protegidos-com-mascara

Notícias

Missas com menos fiéis e protegidos com máscara

2 min. 20.04.2020

O Primeiro-ministro reúne-se, esta segunda-feira de manhã, com o cardeal-patriarca para preparar o regresso das celebrações. Bispos sugerem cautela para evitar derrapagens.

O cardeal-patriarca de Lisboa e presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), D. Manuel Clemente, reúne-se esta segunda-feira de manhã com o primeiro-ministro, António Costa, para preparar "o levantamento das limitações às celebrações religiosas". Em cima mesa estará a possibilidade de serem retomadas as missas e outros atos de culto, mas de forma gradual e com medidas preventivas para evitar um retrocesso no combate à propagação da Covid-19.

A suspensão das missas, recorde-se, foi determinada a 13 de março, pela CEP, ainda antes de ser decretado o estado de emergência em Portugal. A medida, que apanhou um dos períodos mais importantes para a Igreja Católica, a Páscoa, levou a que bispos e padres recorressem às redes sociais para transmitir as celebrações realizadas à porta fechada, sem assembleia.

13 de maio será celebrado sem peregrinos

O levantamento das restrições não irá abranger a Peregrinação Internacional Aniversária de 12 e 13 de maio ao Santuário de Fátima que, pela sua natureza, gera um ajuntamento de centenas de milhares de pessoas. O bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto, já anunciou, que pela primeira vez na história centenária do templo mariano, as celebrações decorrem à porta fechada, sem peregrinos. O programa ainda não está definido, mas é certo que será recitado o terço, na noite do dia 12, e celebrada a missa internacional, dia 13, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, com transmissão pela televisão e redes sociais.

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Auchan 250

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.