quebra-de-40-obriga-a-chamar-dadores-de-sangue-por-sms

Notícias

Quebra de 40% obriga a chamar dadores de sangue por SMS

1 min. 02.05.2020

Milhares de dadores estão a ser convocados por SMS porque há menos sangue disponível em Portugal, numa altura em que o consumo já está a aumentar e assim continuará.

Se, por um lado, os hospitais se preparam para retomar a atividade cirúrgica, por outro o fim do estado de emergência significará um maior número de pessoas a circular no espaço público e, por consequência, um risco mais elevado de acidentes.

De acordo com o Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST), o valor médio diário das reservas nacionais registou, em abril, uma quebra de 39% em relação ao período homólogo do ano passado, motivada pela redução significativa das dádivas nos últimos dois meses como consequência da pandemia.

As colheitas realizadas pelo IPST - que representam mais de metade do todo nacional - sofreram diminuições de 33% em abril e de 30% em março quando comparadas com os mesmos meses de 2019, o que levou à queda das reservas e obrigou a um reforço do apelo para dar sangue através do envio de milhares de SMS a convocar os dadores ativos. Essa é uma das medidas previstas no Plano de Contingência para a Reserva Estratégica Nacional de Sangue quando é acionado o primeiro nível de alerta, o amarelo, que se mantém desde 16 de março. Neste momento, as reservas dão para até cinco a sete dias.

Foto: Orlando Almeida/Global Imagens

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Auchan 250

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.