famalicao-startups-e-microempresas-com-financiamento-excecional

Notícias

Famalicão: Startups e Microempresas com financiamento excecional

3 min. 22.06.2020

As startups e microempresas de Vila Nova de Famalicão vão beneficiar de um Fundo de Emergência e Solidariedade com o objetivo de propiciar condições financeiras mais atrativas para que os empreendedores e empresários associados ao projeto Famalicão Made IN possam desenvolver os seus projetos mesmo em tempos de pandemia.

A medida excecional e temporária foi aprovada na última reunião do executivo e surge na sequência de um protocolo celebrado entre o município de Vila Nova de Famalicão e a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo do Médio Ave disponibilizando um total de 4 milhões de euros para apoio dos projetos de investimento encaminhados pelo município -  um milhão de euros para startups e 3 milhões de euros para Micro e Pequenas Empresas. Esta linha de financiamento é complementar às linhas de financiamento nacionais, sendo inclusivamente cumulável com outros apoios comunitários em vigor.

No caso das Startups, a Linha de Financiamento de Apoio à Criação de Novos Negócios, prevê um montante máximo de financiamento de 50 mil euros, com um período de carência até 18 meses e um spread entre 1,75% e 3,5%. No caso do apoio às microempresas e PME’s o financiamento pode ir até 50 mil euros nas microempresas, até 100 mil euros para as pequenas empresas e até 200 mil euros para as médias empresas. Com um período de carência até 12 meses, o spread está neste caso fixado entre 1,5% a 2,5% (até 1 ano), 2% a 2,50% (de 1 a 3 anos) e até 3,00% (de 3 a 5 anos). Neste caso, o financiamento poderá estar relacionado com necessidades de financiamento de tesouraria e/ou investimentos de remodelação, recuperação e/ou expansão dos negócios em qualquer setor de atividade, e em especial, nos serviços de proximidade mais afetados pela epidemia do COVID 19 - Comércio, Restauração, Turismo, Agricultura e Agroalimentar.

 “São vantagens altamente competitivas que são disponibilizadas aos empresários de Vila Nova de Famalicão para que possam fazer face aos tempos difíceis que vivemos e assim ajudarem o concelho e o país a ultrapassar a crise económica e social provocada pela pandemia da Covid-19”, refere o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha.

 Recorde-se que, atá à data, desde a sua abertura, em 2014, o Gabinete de Apoio ao Investidor de Vila Nova de Famalicão já apoiou a criação de 117 startups, representado um volume de investimento de 1 milhão e 680 mil euros e 162 postos de trabalho (Eixo MadeINcubar) e deu Incentivos à instalação e expansão de 60 empresas num volume de investimento de 267.695.623€, abrangendo 1.452 postos de trabalho (Eixo MadeINvestir).

1 / 0
Pub - Ulahlah - 250-1
Auchan 250

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.