ano-letivo-termina-hoje-com-maioria-dos-alunos-em-casa

Notícias

Ano letivo termina hoje, com maioria dos alunos em casa

3 min. 26.06.2020

O ano letivo termina hoje, com o final do 3.º período, depois de mais de três meses de ensino à distância, em que a maioria dos alunos e professores estiveram ligados ‘online’.

Este ano, a última aula dos alunos do ensino básico e secundário é dada mais tarde do que em circunstâncias normais e sem o habitual toque de saída, devido à pandemia da covid-19 que, em 16 de março, obrigou ao encerramento de todas as escolas.

Nesse dia, turmas e professores trocaram as salas de aula pelas suas casas e só os alunos do 11.º e 12.º puderam, entretanto, regressar à escola para retomar as atividades presenciais das disciplinas sujeitas a exame nacional.

Segundo os resultados de um inquérito feito em maio pela Federação Nacional de Professores (Fenprof), mais de metade dos docentes não conseguiu chegar a todos os alunos durante o primeiro mês do 3.º período e a grande maioria (93,5%) admitiu que as desigualdades se agravaram em resultado do novo modelo de ensino.

Nesse período, escolas, autarquias e outras instituições juntaram-se para assegurar o acesso ao ensino dos alunos mais desfavorecidos ao ensino, através da distribuição de materiais de trabalho em suporte de papel ou do empréstimo de computadores, e o Ministério da Educação encontrou na RTP Memória uma forma de fazer chegar as aulas das várias disciplinas a casa de todos através da televisão, mas os diversos esforços não eliminaram todos os problemas.

Foi por reconhecer as dificuldades associadas ao ensino a distância que o Governo optou por estender a atividade letiva por mais três semanas do que inicialmente previsto, até ao dia de hoje, permitindo também que os alunos do ensino secundário tivessem mais tempo para se preparar para os exames nacionais, igualmente adiados.

O final do 3.º período é também assinalado pelo presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, que visitam hoje a Escola Secundária Fontes Pereira de Melo, no Porto, onde os alunos do 11.º e 12.º se despedem do ano letivo.

Sobre o próximo ano, ainda pouco se sabe, além de que deverá arrancar entre 14 e 17 de setembro, datas avançadas na terça-feira pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

Ainda assim, uma certeza apontada por pais, diretores escolares, professores e pelos próprios governantes é a de que o 1.º período do próximo ano vai ser, necessariamente, dedicado à recuperação das aprendizagens que ficaram por consolidar.

1 / 0
Auchan 250
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.