producao-de-mascaras-sofre-quebra-por-falta-de-encomendas

Notícias

Produção de máscaras sofre quebra por falta de encomendas

1 min. 29.06.2020

A produção de máscaras foi uma oportunidade para o setor têxtil, mas o mercado português está saturado e a exportação é uma tarefa difícil devido às certificações.

O Jornal de Notícia há hoje conta de que que as encomendas caíram a pique e Portugal está longe de produzir um milhão de máscaras por dia como estava a produzir no início de maio

A corrida à certificação de máscara tem sido uma constante. Em quase três meses, o Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário (Citeve) já emitiu 2.559 certificados a 1.311 empresas distintas. As máscaras sociais são os produtos mais requisitados, com mais de metade a receberem o “carimbo” de segurança, uma realidade que pode estar a mudar, devido á saturação do mercado.

As associações empresarias mais representativas do setor estão preocupadas com o futuro do têxtil, uma vez que o valor da produção de máscaras perdeu peso e o vestuário teima em não se reerguer, com o encerramento de algumas lojas a retalho.

1 / 0
Auchan 250
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.