pedro-almeida-forcado-a-abandonar-rally-de-roma

Notícias

Pedro Almeida forçado a abandonar Rally de Roma

2 min. 27.07.2020

Pedro Almeida e Hugo Magalhães partiram com o objetivo de na prova do Europeu aquilatar do andamento do Peugeot 208 Rally4 e evoluir, mas acabaram por sair de Roma com muito por fazer.

“Tivemos problemas que nos forçaram a abandonar no sábado, com uma fuga no deposito de combustível e os gases retiraram-me concentração e capacidade de condução em condições de segurança. No domingo foram problemas elétricos a deixarem-nos os cabelos em pé”, explicou Pedro Almeida.

A juventude do carro é um dos fatores para o conjunto de dificuldades, mas o piloto de Famalicão está consciente de que há muito trabalho pela frente. “Quase não conseguimos fazer uma classificativa de forma limpa, mas o que retiramos dessas - e das poucas em que conseguimos imprimir ritmo - é que temos um árduo trabalho pela frente”.

“Os indicadores dão-nos a certeza que estamos a melhorar o ritmo e nesse sentido a evoluir positivamente, mas mesmo assim ainda a um passo de estar no que queremos”, confessou o piloto, que reforçou ainda a importância da participação em Roma na melhoria deste trabalho. “Aqui estão pilotos com mais experiência que nós e é exigindo de nós, para estar ao ritmo que impõem, que vamos conseguir conquistar as nossas metas. Esta semana de Europeu deu-nos perspetivas nesse sentido”.

A prova do ERC3 Júnior acabou por ter como vencedor o estónio Ken Torn, posição ganha na última classificativa, depois de acidente da dupla nacional Pedro Antunes/Pedro Alves.

A próxima prova de Pedro Almeida e Hugo Magalhães é o Rali da Madeira, no inicio do mês de agosto.

1 / 0
Auchan 250
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.