i-liga-fc-famalicao-inicia-epoca-de-olhos-postos-no-topo-da-tabela

Notícias

I Liga: FC Famalicão inicia época de olhos postos no topo da tabela

6 min. 16.09.2020

O FC Famalicão inicia a época 2020/2021 da I Liga com a missão de superar o sexto lugar obtido na tabela na temporada passada.

Depois de regressar ao principal escalão, 25 anos depois, os minhotos conseguiram uma classificação histórica, mas ficaram a um mísero ponto de chegar à Liga Europa, numa batalha vencida pelo Rio Ave, na última jornada.

Este ‘falhanço’ já foi considerado uma desilusão pelo treinador famalicense, João Pedro Sousa, durante a pré-época, que desfalcou a equipa, muito por causa do desempenho demonstrado em 2019/20, quando venceu em casa FC Porto e Sporting (que também bateu em Lisboa) e empatou com o Benfica.

Fábio Martins, melhor marcador da equipa na época passada (12 golos), e Diogo Gonçalves, terminaram os empréstimos de Sporting de Braga e Benfica, respetivamente, enquanto Pedro Gonçalves rumou ao Sporting.

Sem assumir a candidatura aos lugares europeus, o técnico prometeu fazer o melhor pelo clube, depois da saída de mais de metade do plantel, casos de Defendi (Farense), Vaná (FC Porto), Ivo Pinto (Dínamo Zagreb), Nehuen Perez (Atlético de Madrid), Roderick (Wolverhampton), Cissé (Chateauroux), Coly (Nice), Centelles (Valência), Racic (Valência) e Nico Shiappacasse (Atlético de Madrid).

O avançado espanhol Toni Martínez, segundo melhor marcador da equipa, integrou os trabalhos de pré-época, mas ainda pode sair para o FC Porto, tal como admitiu o presidente do Famalicão, Miguel Ribeiro.

A missão de João Pedro Sousa volta a ser construir um plantel quase de raiz e o técnico assumiu a prontidão para repetir o feito, numa época em que só ‘caiu’ nas meias-finais da Taça de Portugal, frente ao Benfica (derrota por 3-2 na Luz e empate 1-1 em Famalicão).

Nesse sentido, o clube minhoto foi ao ‘mercado’ abastecer-se para todos os setores, com a contratação do guarda-redes Zlobin (ex-Benfica), dos defesas Dani Morer (emprestado pelo FC Barcelona), Srdan Babic (ex-Estrela Vermelha), Henrique Trevisan (ex-Ponte Preta) e Calvin Verdonk (Twente).

A lista de ‘compras’ ficou completa com os médios Joaquín Pereyra (ex-Rosário Central), Andrija Lukovic (ex-Rakow) e Bruno Jordão (ex-Wolverhampton) e com os avançados Jhonata Robert (ex-Grêmio) e Fernando Valenzuela (ex-Barracas Central).

Na pré-época os famalicenses realizaram apenas dois jogos, um frente aos sub-23 do clube (vitória por 2-1) e outro frente ao Penafiel, da II Liga, do qual também saíram vencedores, por 2-0.

A oitava ‘aventura’ do Famalicão entre os ‘grandes’ vai ter início na sexta-feira, às 19:00, na receção ao vice-campeão Benfica, no encontro que marca o arranque da I Liga.Depois de regressar ao principal escalão, 25 anos depois, os minhotos conseguiram uma classificação histórica, mas ficaram a um mísero ponto de chegar à Liga Europa, numa batalha vencida pelo Rio Ave, na última jornada.

Este ‘falhanço’ já foi considerado uma desilusão pelo treinador famalicense, João Pedro Sousa, durante a pré-época, que desfalcou a equipa, muito por causa do desempenho demonstrado em 2019/20, quando venceu em casa FC Porto e Sporting (que também bateu em Lisboa) e empatou com o Benfica.

Fábio Martins, melhor marcador da equipa na época passada (12 golos), e Diogo Gonçalves, terminaram os empréstimos de Sporting de Braga e Benfica, respetivamente, enquanto Pedro Gonçalves rumou ao Sporting.

Sem assumir a candidatura aos lugares europeus, o técnico prometeu "tentar fazer o melhor pelo clube", depois da saída de mais de metade do plantel, casos de Defendi (Farense), Vaná (FC Porto), Ivo Pinto (Dínamo Zagreb), Nehuen Perez (Atlético de Madrid), Roderick (Wolverhampton), Cissé (Chateauroux), Coly (Nice), Centelles (Valência), Racic (Valência) e Nico Shiappacasse (Atlético de Madrid).

O avançado espanhol Toni Martínez, segundo melhor marcador da equipa, integrou os trabalhos de pré-época, mas ainda pode sair para o FC Porto, tal como admitiu o presidente do Famalicão, Miguel Ribeiro.

A missão de João Pedro Sousa volta a ser construir um plantel quase de raiz e o técnico assumiu a prontidão para repetir o feito, numa época em que só ‘caiu’ nas meias-finais da Taça de Portugal, frente ao Benfica (derrota por 3-2 na Luz e empate 1-1 em Famalicão).

Nesse sentido, o clube minhoto foi ao ‘mercado’ abastecer-se para todos os setores, com a contratação do guarda-redes Zlobin (ex-Benfica), dos defesas Dani Morer (emprestado pelo FC Barcelona), Srdan Babic (ex-Estrela Vermelha), Henrique Trevisan (ex-Ponte Preta) e Calvin Verdonk (Twente).

A lista de ‘compras’ ficou completa com os médios Joaquín Pereyra (ex-Rosário Central), Andrija Lukovic (ex-Rakow) e Bruno Jordão (ex-Wolverhampton) e com os avançados Jhonata Robert (ex-Grêmio) e Fernando Valenzuela (ex-Barracas Central).

Na pré-época os famalicenses realizaram apenas dois jogos, um frente aos sub-23 do clube (vitória por 2-1) e outro frente ao Penafiel, da II Liga, do qual também saíram vencedores, por 2-0.

A oitava ‘aventura’ do Famalicão entre os ‘grandes’ vai ter início na sexta-feira, às 19:00, na receção ao vice-campeão Benfica, no encontro que marca o arranque da I Liga.

1 / 0
Auchan 250
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

opiniao-publica

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.