quase-um-quinto-das-empresas-admite-reduzir-trabalhadores-este-ano

Economia

Quase um quinto das empresas admite reduzir trabalhadores este ano

1 min. 10.09.2020

A maioria das empresas (80%) diz que não vai cortar salários este ano devido ao impacto da pandemia, mas quase um quinto (19%) admite reduzir o número de trabalhadores, revela o estudo "Total Compensation" divulgado esta quinta-feira pela Mercer.

Segundo o estudo da consultora, cuja edição deste ano inclui um capítulo especial dedicado ao impacto da pandemia de Covid-19, "a grande maioria das empresas, cerca de 80%, não implementou nem considera implementar reduções salariais em 2020".

O estudo, que analisou 140 mil postos de trabalho em 466 empresas no mercado português, adianta que em 2019 apenas 3% das empresas consideravam congelar salários, mas esta percentagem subiu para 11% em abril/maio e passou para 17% em julho devido ao impacto da Covid-19 na economia.

Segundo Tiago Borges, da Mercer, congelar salários e contratações são exemplos das medidas mais duras, mas, numa perspetiva positiva, a grande maioria das empresas não prevê diminuir o seu

número de postos de trabalho nem prevê recorrer a reduções salariais.

Quase um quinto das empresas participantes no estudo (19%) admite diminuir o número de trabalhadores, mas mais de metade (58%) afirma não ter qualquer plano de alteração a este nível, indica o estudo.

1 / 0
Auchan 250
Pub - Ulahlah - 250-1

Diário

famatv-logo

Tudo sobre Famalicão no seu e-mail

Subscreva a nossa newsletter
e acompanhe a atualidade famalicense.